Posts

Showing posts from May, 2005

tail-nagios information and source code

Hi.

Some fellows from nagios-users list have requested more information about my solution to integrate nagios 2.0 with mysql, so here it is.

Since nagios 2.0 doesn't have built-in support for mysql, we have to find another way to integrate this software with a custom interface that reads a database.

A way to do that is to use service performance data (service_perfdata).

You'll need to setup service_perfdata_file to a "log" of service perfomance data, and design a service_perfdata_file_template.

In my case, I used:

service_perfdata_file=/usr/local/nagios/var/service-perfdata
service_perfdata_file_template=[SERVICEPERFDATA]\t$TIMET$\t$HOSTNAME$\t$SERVICEDESC$\t$SERVICESTATE$\t
$SERVICEEXECUTIONTIME$\t$SERVICELATENCY$\t$SERVICEOUTPUT$
\t$SERVICEPERFDATA$\t$SERVICESTATETYPE$

(singe line)

Then, after restarting nagios, and if you don't forget to check permissions for that perdata file, nagios will start to append service check output to this file.

The next step is to read this fi…

Sistema de monitoramento de serviços e servidores

Image
Monitorar o status de serviços e servidores de TI é uma tarefa complexa, mas bastante importante.

Para um administrador - pelo menos para mim - ser o último a saber que um serviço saiu do ar é extremamente constrangedor. Com essa preocupação, planejei um sistema de monitoramento de serviços que fosse confiável e flexível. O primeiro desafio, entretanto, seria adaptar a feia interface do Nagios a um sistema mais "visual" e intuitivo.

Uma interface mais simples, flexível e bonita. Se tudo corresse como planejado, no final do processo poderíamos até utilizar equipamentos de monitoramento, à vista de todos no prédio da administração da empresa. A idéia era dar maior transparência na adminstração de TI, porém sem deixar de lado os cuidados com a segurança de informações.

Utilizei a nova árvore 2.0, ainda beta, do nagios, para que o projeto pudesse acompanhar melhor as futuras versões desse software.

Para isso, foi necessário desenvolver um sistema de "conexão" do nagios 2.0…